Visitantes Online:  35

Home Page  
 
 
 
     
  « Voltar  
 

 

 
 
EXPERIÊNCIA DE AFILHADOS NO APADRINHAMENTO DE PAÍS A PAÍS 10/10/2016 - 18:23
Experiência de afilhados no apadrinhamento de país a país

Experiência de afilhados no apadrinhamento de país a país
Atílio O. – Uruguai

Olá, meus caros companheiros de AA, meu nome é Atílio O. e hoje pela graça de meu P. S. (para mim, Deus) cumpro o serviço de Delegado Mundial de Primeiro Termino de AA da República Oriental do Uruguai.
Nossa pequena nação está situada como uma cunha entre os países maiores da América do Sul que são Brasil e a Argentina.
Em nosso país, A. A. começou a funcionar com reuniões fechadas exclusivas para Alcoólicos no ano de 1974, na cidade de Maldonado, por influência de companheiros Argentinos que se ajudando mutuamente e necessitando manterem-se sóbrios, trouxeram a experiência adquirida em seu país para o nosso, sendo essa a primeira noção de grupo que recebíamos.

Nossa recém criada comunidade começou a desenvolver-se, sendo criados grupos em Montevidéu e em várias localidades do Interior, contando sempre com a ajuda incondicional da comunidade Argentina e assim começando a funcionar a estrutura de serviços, criando Grupos, Distritos, Áreas e Regiões Territoriais.

Mais adiante foi necessária a criação de Junta Nacional de Serviços e logo começou a preparar a primeira Conferência Nacional de Serviço
a qual foi realizada durante três dias no mês de março do ano de 1982 no Balneário “La Pedrera” situado no departamento de Rocha.
Nossa experiência sobre o apadrinhamento recebido foi unicamente da comunidade da Argentina, em seguida, em alguma época, começamos apadrinhar a comunidade na República do Paraguai.

Foram tempos de muito crescimento, tanto para padrinhos como para afilhados.
Lamentavelmente – sempre existe um “Lamentavelmente” – fomos deixando de lado o apadrinhamento que recebíamos dos irmãos Argentinos e, por isso, também fomos deixando os nossos afilhados Paraguaios e terminamos isolados de uns e de outros.
Nesse isolamento e atuando por nossa própria conta, a nosso bel prazer, as estruturas foram paulatinamente debilitadas, ainda que a mensagem continue chegando ao público, ainda que, em meu entender, não com a intensidade que seria desejável.

O isolamento citado levou à modificação do Manual de Serviço. Aconteceram modificações na estrutura e acabamos por criar em nossa comunidade nosso Manual de Serviço, utilizando como desculpa que era o melhor para nossa estrutura.
Naturalmente começaram acontecer muitas discussões que trouxeram divisões e rancores (ressentimentos).

Como consequência dessa situação, nossos Delegados Mundiais estiveram por mais de uma década sem participar das Reuniões Mundiais e continentais de nossa comunidade. Retornando esse Serviço há pouco tempo, nosso país foi representado nas três últimas reuniões das Américas, de onde temos adquirido experiências que estão sendo aplicadas de forma gradual.

Atualmente, estamos implantando em nossa estrutura de serviço o Manual dos EUA/Canadá, o que não está sendo simples, porém temos a esperança e a fé colocada sobre essa mudança. Confiamos que as coisas voltarão aos trilhos normais e para que isso ocorra nos é importante apadrinhamento com alguma nação irmã, para que nos ajude a crescer no serviço com humildade, na transmissão da mensagem na sobriedade e, sobretudo, em espiritualidade.

Estamos participando na qualidade de convidados nas Conferências de Serviços do Paraguai, Argentina, Brasil e Chile, buscando colher experiências e compartilhar laços de Irmandade.
Igual ao Alcoólico recém-chegado ou ao grupo recém-criado que deve ser apadrinhado para crescer e assim ver seu caminho para a sobriedade facilitado e iluminado por ajuda de seus padrinhos, também as nações deveriam estar constantemente apadrinhadas por outras nações e assim, juntos, desenvolverem-se para fortalecer a mensagem.

Nossos sinceros desejos de felicidade plena aos servidores que têm sob sua responsabilidade a orientação desta reunião das Nações
Americanas e que o Poder Superior de cada um de nós coloque sobre essa jornada todo seu amor e benção.
Recebam companheiros, minha gratidão, carinho e amor.

FONTE: Relatório Anual de Alcoólicos Anônimos do Brasil – XVII REDELA – REUNIÃO DAS AMÉRICAS – Cidade de Rye – New York – EUA – 21 a 25 de outubro de 2012 – XXXVII CONFERÊNCIA DE SERVIÇOS GERAIS – SERRA NEGRA/SP 2013 – PÁG. 192 - 193