Visitantes Online:  3

Home Page  
 
 
 
     
  « Voltar  
 

 

 
 
A LINGUAGEM DO CORAÇÃO SOBRIEDADE EMOCIONAL – O QUE É ISSO? 28/09/2016 - 16:23
ALCOÓLICOS ANÔNIMOS – A LINGUAGEM DO CORAÇÃO
SOBRIEDADE EMOCIONAL – O QUE É ISSO?

Nils I. S. – Noruega
Os alcoólicos geralmente têm que dizer adeus ao álcool para poderem sobreviver. E é quase certo que eles irão sentir saudade do seu melhor amigo por muito tempo. Deve haver várias razões diferentes para parar de beber, mas depois de parar, a pessoa pode se sentir frustrado – irritado e até mesmo com raiva e triste. As duas principais emoções sentidas na depressão são raiva e tristeza. Bill W., nosso cofundador, foi perseguido pela depressão por muito anos depois que ele parou de beber. Por que a prática dos Doze Passos não nos livra da depressão? A oração de São Francisco nos diz que é melhor confortar do que ser confortado. A ação, nós aprendemos, ajuda uma pessoa a superar a tristeza.

A última vez que estive na Polônia foi em 1990. Eu assisti à cerimônia de casamento de um do meus amigos. Havia vodca em todos os lugares e as mesas estavam repletas de garrafas de bebida alcoólica. Eu não sabia falar polonês, e eu fiquei bêbado logo. Quando eu acordei na manhã seguinte, a minha perna direita não se mexia. Eu fui ao hospital e um médico me disse que os nervos em meu joelho poderiam se recuperar depois de três meses. E realmente isso aconteceu. Depois de três meses minha perna direita estava boa novamente.

Eu tive, pela primeira vez na vida, um lembrete real da gravidade de minhas bebedeiras. De qualquer modo, eu continuei bebendo por mais 15 aos, apesar da total perda de controle. Quando eu vim para AA. em 2005, eu estava completamente destruído. Eu tinha um desejo profundo de parar de beber, e disse para mim mesmo que eu faria o que fosse necessário para viver sóbrio. O meu primeiro dia de sobriedade foi 14/02/2005.

Os dias que se seguiram foram cheios de ansiedade. Eu descobri que as reuniões de A. A. me acalmavam, por isso eu frequentava o máximo que eu podia. Durante os dois primeiros meses, eu frequentava todos os dias; depois, quatro vezes por semana, e agora eu vou às reuniões duas vezes por semana. Eu encontrei meu padrinho no meu grupo de origem. Ele estava sóbrio havia um ano. E isso me impressionou vê-lo sóbrio, pois ele bebia tanto quanto eu. Ele estava sóbrio e tinha iniciado um novo modo de vida. Ele foi o meu primeiro padrinho.

No meu modo de pensar, a sobriedade emocional é o mesmo que serenidade. Nós estamos num estado de paz interior, com nossos amigos e com o nosso Poder superior. Esta é uma vida livre das projeções, e a pessoa pode viver em paz e harmonia com os seus semelhantes. A pessoa que experimenta a sobriedade emocional não está em conflito com os outros, e conseguiu um novo lugar ao sol, conforme fala Bill W.

O primeiro homem que encontrei com sobriedade emocional, era um homem que estava sem beber havia 10 anos, e quando ele contou sua história, eu compreendi que algo aconteceu com o passar dos anos. Ele me fascinou com o seu depoimento. Eu experimentei sobriedade emocional pela primeira vez. Com sua voz e atitude ele falou de forma amável o que significa ser um alcoólico.

Uma parte importante da sobriedade emocional é que você nem sempre tem que ser o melhor. É suficiente estar na média, mas é importante encontrar alguém que possua sobriedade emocional. E você irá encontra-los nas reuniões de A. A. ao redor do mundo.
Como reconhecer emoções e familiarizar-se com elas:
A mágoa é um sentimento profundo de tristeza. A pessoa que experimenta mágoa está cheia de lágrimas e quer chorar. Geralmente você vê essas pessoas ao seu redor se sentindo desamparadas e sem rumo.

Uma pessoa com vergonha quer se esconder, e que pouco contato com as outras pessoas.
A culpa é uma emoção relacionada à família. Os relacionamentos são importantes. Quando você se sente culpado por um longo período de tempo você fica com raiva.
O medo você percebe quando uma pessoa não para quieta. Uma pessoa está feliz quando ela sorrir e quer compartilhar com outras pessoas.
O ciúme é um sentimento onde você pensa que deveria tomar o lugar de outra pessoa. Isso pode acontecer quando uma outra pessoa tomou a sua namorada, por exemplo. Todo homem e toda mulher pode sentir ciúme.

O amor, o cuidado e outras emoções positivas são normais para qualquer pessoa. Compaixão com as outras pessoas é uma dádiva, e em relação mais próximas isso é necessário. As pessoas que gostam de outras querem ficar perto umas das outras, e dar e receber respeito.
O que é a inveja? É uma emoção que está lá todo tempo, mas que a pessoa não sente quando os tempos são bons. Ela aparece quando você está de baixo astral, e as outras pessoas estão de bem com a vida. Você pode sentir inveja de pessoas por causa de propriedade, também. Seu vizinho possui mais dinheiro do que você. A inveja sempre esta relacionada a coisas.

É um sentimento normal ficar irritado ou com raiva de vez em quando. É importante observar que nós alcoólicos não devemos ficar irritados por muito tempo. ´E importante levar essas emoções a sério e falar sobre elas nas reuniões de A. A. Ou com o padrinho. É necessário se livrar das frustrações.
Estar ativo no serviço é uma maneira de se livrar das frustrações, irritação e raiva. Uma vida em ação é o que o programa de A. A. oferece. E o serviço é onde a energia que reside na emoção da raiva pode ser substituída.

Quando você está de baixo astral é necessário se lembrar da Oração de São Francisco: “É melhor servir do que ser servido. “E através do serviço que você esquece de você. Esta é uma boa maneira de lidar com o problema da agressão ou a questão onde você coloca a frustração, irritação a raiva. Através do serviço você transforma sua frustração em amor. “É melhor dar do que receber.”

As emoções são sentimentos inerentes aos seres humanos. Não é difícil perceber se uma pessoa está triste. Ela parece desconsolada. Uma pessoa cheia de culpa é provavelmente mais difícil de reconhecer. Isso acontece porque o sentimento de culpa está relacionado aos membros da família e portanto não é fácil identifica-los por meio de observação. De qualquer modo, é útil saber que todo alcoólico que parou de beber, depois algum tempo vai sentir culpa. E o sentimento de culpa é guardado e você não fala sobre isso, e depois de algum tempo você passa a ter raiva.

A timidez é um sentimento que faz você querer se esconder e ficar sozinho. Isso geralmente ocorre junto com a depressão. Uma pessoa tímida geralmente fala pouco. Ela necessita conversar com o padrinho.

A alegria e a felicidade são emoções que você observa quando a pessoa vem para A. A. A pessoa sobreviveu e é feliz. Ele saiu da solidão e iniciou uma nova vida.
O ato de sorrir e compartilhar são sinais de uma pessoa feliz.
A inveja é uma emoção raramente expressa por palavras. A pessoa se sente isolada.
Pavor e medo. Uma pessoa com pavor está fora de si. O ser humano às vezes tem medo, mas é necessário sobreviver. A ansiedade pode vir do interior da alma ou de um perigo exterior. Cada um de nós que experimentou o furacão Sandy, na 22ª. RSM em Nova York, em 2012, estava com medo. É o ser humano querendo escapar do perigo.

O medo é uma emoção que motiva a ação. Uma pessoa com raiva quer agir e destruir algo, ou usa a energia para o serviço tanto nos grupos, Distritos ou na CSG.
Não é necessário o ser humano estar sempre entre os melhores. Mas é necessário aceitar cada emoção como algo importante. É sempre importante levar as emoções das pessoas a sério, incluindo emoções tais como culpa, vergonha, ansiedade – emoções que não são muito aceitas na sociedade.

Uma vez um companheiro de A. A. me falou: “Eu estou triste.” “É só por hoje”, eu respondi a ele.
(Fonte: Relatório Anual de Alcoólicos Anônimos do Brasil – XXXIX Conferência de Serviços Gerais – Páginas: 168 – 169)